Milicianos pró-PT defendem ditaduras mas acusam Sergio Moro de ser o ditador

Agora a tática petista parece ser investir como numa na inversão da realidade. Seria como se o Maníaco do Parque buscasse processar suas vítimas por violência, ou Suzanne Von Richtofen tentar processar postumamente seus pais por assassinato.

No mesmo ritmo, milicianos petistas que foram protestar na sede do PT em São Paulo pediram a prisão de Sérgio Moro. Claro que não explicaram por qual motivo ele seria preso. Se estivéssemos na Venezuela, talvez isso fosse previsível.

Mesmo assim, eles adotam a narrativa de que “lutam contra a ditadura”, mesmo dando apoio a governos formalmente totalitários como Venezuela e Cuba.

Em suma, o rabo está abanando o cachorro no universo petista desde a condenação do seu líder maior.

Anúncios

Deixe uma resposta