Lula e Marisa registraram triplex na declaração de renda por seis anos

Na desculpa oficiosa, os aliados de Lula tentam convencer a opinião pública de que o ex-presidente foi condenado por Sérgio Moro sem qualquer prova. Isso, claro, está longe de ser verdade. Nas 238 páginas da sentença, o juiz federal se preocupa em rebater as falácias exploradas politicamente pelos defensores. E detalha com riqueza como chegou à conclusão de que o petista era, sim, culpado.

Em dado momento, Moro observa que o investigado, por seis anos seguidos, chegou a registrar na declaração de renda a posse do imóvel no condomínio Solaris. Mas isso só veio a ser descoberto por meio de uma quebra de sigilo fiscal solicitada pelo MPF.

“No processo 5005896-77.2016.4.04.7000, houve, a pedido do MPF, quebra judicial de sigilo fiscal do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (decisão de 23/02/2016, evento 6). Cópias das declarações de rendimento foram juntadas no evento 3, comp227. Ali, verifica-se que Luiz Inácio Lula da Silva apresentava declaração de rendimentos conjunta com Marisa Letícia Lula da Silva. Nas declarações de 2010 a 2015, anos calendários 2009 a 2014, consta a declaração da titularidade de direitos sobre a unidade habitacional nº 141, Edifício Navia, Residencial Mar Cantábrico, no valor de R$ 179.298,96, sem qualquer alteração de valor no período.”

Um detalhe, contudo, necessitou de mais esforços por parte dos investigadores. Apesar de a referência oficial citar a unidade 141, o triplex atende pelo número 174. A confusão nasceu da transferência do empreendimento para a OAS, que dava continuidade ao trabalho da Bancoop em 2009, e de uma redistribuição dos números das unidades. Segundo Léo Pinheiro, o condomínio foi entregue com a unidade do triplex reservada para o então presidente da República. E o próprio noticiário da época confirma a posse.

Só após a Lava Jato entrar em campo investigando o imóvel, Marisa Letícia buscou se desfazer da aquisição. Mas Moro considerou o casamento por comunhão de bens, e o fato de os R$ 179 mil gastos com o empreendimento terem vindo de Lula, como suficientes para que o esposo dela também estivesse envolvido na negociação.

Mas é evidente que se tratava de uma iniciativa comum ao casal, pois a propriedade imobiliária transmite-se ao cônjuge, em regime de comunhão de bensOs dispêndios para aquisição do imóvel, R$ 179.298,96, foram declarados, aliás, pelo ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

As informações são dos sites Implicante e O Antagonista.

Anúncios

15 comentários sobre “Lula e Marisa registraram triplex na declaração de renda por seis anos

      1. Digo, como ser moderado diante de descoberta de fatos? Querem por acaso sersea minha opinião? Se sim, não me dêem direito á comentários; de vez.

  1. Eu fui carcereiro quando o então LUIZ INÁCIO DA SILVA, o Lula, que mais tarde acrescentou o apelido (LULA) ao nome, este vigarista já demonstrava a torpez incravada na sua personalidade. Ele afirmava que seria Presidente do País e escreveria o seu nome na história. Não sabíamos que seria com o sangue e a saúde dos brasileiros.

Deixe uma resposta