“Alto grau de eficácia”, afirma Janot sobre imunidade penal para Joesley e irmão

Questionado por deputados sobre a imunidade penal concedida aos irmãos Batista, Rodrigo Janot respondeu que: “Até o momento, a colaboração demonstrou alto grau de eficácia”.

Além disso, o atual Procurador-Geral da República afirma que: “Os elementos trazidos irão permitir a abertura de uma série de novas investigações em diversos estados da Federação”. Outros trechos no documento enviado ao CCJ são:

— Os irmãos Batista não são os líderes da organização criminosa sob investigação;

— Os colaboradores, de forma espontânea, trouxeram diversos elementos probatórios consistentes e reveladores de crimes inéditos;

— A Operação Patmos resultou na prisão de nove pessoas, no afastamento de dois parlamentares de seus mandatos, na busca e apreensão em 41 locais e no oferecimento de denúncias contra um senador, um procurador, um advogado e mais três pessoas, com provas robustas e abundantes.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta