Mesmo esquerdista, José Padilha aprova condenação de Lula e frustra os colegas

O cineasta José Padilha, diretor dos bem sucedidos filmes Tropa de Elite 1 e 2, comentou a prisão do ex-presidente Lula. Segundo O Globo, ele disse o seguinte:

“No Brasil sempre foi muito difícil que pessoas poderosas, como Lula, Cabral e Cunha fossem julgadas, quiça condenadas. O fato destes três políticos importantes terem sido submetidos à lei é significativo.”

Mas ele também fez uma ressalva:

“Todavia, as cortes superiores ainda são parciais. Vide Aécio e Temer. A justiça evoluiu, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido para que todos os brasileiros sejam iguais perante a lei.”

O caso é que José Padilha é assumidamente esquerdista, ele chegou a apoiar Marcelo Freixo, do PSOL, recentemente, e o personagem Diogo Fraga que é mostrado em Tropa de Elite 2 faz referência justamente ao deputado do PSOL carioca.

Não é a primeira vez que Padilha critica o PT. Em entrevista concedida há alguns anos, ele criticou até mesmo seu amigo Marcelo Freixo por ter endossado a campanha de Dilma Rousseff ao segundo turno, em 2014. Veja o vídeo:

Anúncios

Deixe uma resposta