Após denúncia do MBL, símbolo feminista é apagado do muro da escola Porto do Rio Tavares, em Florianópolis

O símbolo feminista pintado no muro da escola Porto do Rio Tavares, no sul da ilha, foi removido hoje pela direção da instituição. O assunto ganhou repercussão após um grupo de pais e mães encaminharem um pedido para a diretoria da escola e a ação ser divulgada na página do MBL Florianópolis.

Hoje pela manhã, funcionários da instituição pintaram o muro e removeram o símbolo ideológico que, até por força de lei, não pode estar grafado no muro de uma escola estadual.

A ação foi comemorada por pais e mães de alunos que estudam no local. “Estamos felizes porque o muro da escola pode ser lugar de arte, mas não de ideologias com viés partidário”, disse o pai de uma aluna.

No ano passado, o MBL auxiliou no processo de desocupação de escolas que haviam sido invadidas por militantes de extrema-esquerda que tentavam cooptar jovens. Neste ano, o movimento está organizando atos de apoio ao Escola Sem Partido para o dia 15 de agosto em várias cidades do Brasil.

Anúncios

Deixe uma resposta