PSDB tem reunião nesta segunda para definir futuro do partido no Governo Temer

Caciques do PSDB decidem posicionamento no Governo Temer nesta segunda-feira (10), em reunião de lideranças do partido, em São Paulo. Governadores, senadores, outras lideranças tucanas e até mesmo o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso estarão presentes.

Para o suplente de senador José Aníbal, há muita especulação e também fatos graves que envolvem a gestão de Michel Temer.

Falando a Thiago Uberreich, José Aníbal garantiu que não se pode perder o foco das conquistas, mas a reunião também deve trazer algumas respostas: “o Governo vai continuar, ter condições de continuar fazendo boa política econômica de recuperação e de votação de reformas? É possível superar as dificuldades? Se não for possível, como que vamos fazer?”.

Neste domingo (09), o governador Geraldo Alckmin, possível candidato da legenda a presidência em 2018, defendeu a saída do PSDB da base do Governo.

Para Alckmin, agora, é necessário apenas acompanhar o governo até assegurar que as reformas propostas sejam aprovadas: “entendo que nosso compromisso não é com Governo e muito menos com cargos. La atrás já tinha defendido que deveríamos aprovar as medidas com interesse do Brasil sem precisar participar com cargos no Governo”.

João Doria, prefeito de São Paulo também disse não defender que o partido se mantenha no Governo.

Doria afirmou que, neste momento, o PSDB precisa ter compromisso com o País, e não com o Governo: “não defendo que PSDB se mantenha com o Governo, mas que o PSDB tenha o olhar para o Brasil”.

Na última quinta-feira (06), o senador e presidente interino do partido, Tasso Jereissati afirmou que o presidente está “caminhando para a ingovernabilidade”.

Atualmente, o PSDB tem quatro ministérios no Governo Temer e, uma eventual saída, pode comprometer até mesmo a votação do relatório sobre a denúncia contra o presidente na CCJ.

As informações são da Jovem Pan.
Anúncios

Um comentário sobre “PSDB tem reunião nesta segunda para definir futuro do partido no Governo Temer

  1. Tá explicado porque o #Aécio foi “perdoado” pelo #STF. Querem o #TEMER fora de qualquer jeito. Querem ver o circo pegar fogo mesmo. Deus tenha pena do Brasil. Quando foi que se aglutinou tanto político canalha no nosso país? Foi com o voto dos analfabetos? 🤔

Deixe uma resposta