Janot cria armadilha para impedir Dodge de rever seus atos

Uma reunião do Conselho Nacional do Ministério Público, conhecida como CNMP, que ocorreu em 13 de junho e foi presidida pelo procurador-geral Rodrigo Janot, chamou a atenção dos meios jurídicos através de uma aprovação do “Enunciado 14/2017”. O documento limita a prerrogativa de futuros ocupantes do cargo, como Raquel Dodge, a próxima procuradora-geral da República que assumirá a partir de setembro.

Entre uma das decisões decretadas e que não poderão serem revisadas, Rodrigo Janot terá direito a uma equipe de segurança após sua saída da PGR. A equipe ficará a sua disposição por 36 meses. A decisão o equipara ao presidente do Supremo Tribunal Federal e chama a medida de “simetria constitucional”.

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Janot cria armadilha para impedir Dodge de rever seus atos

  1. Os Pernambucanos que criticam os ministros do stf, o governo de Dilma e Lula e não denunciam ou crítica o caso da Facepe FUNDAÇÃO DE AMPARO A CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO e finep mcti onde os juízes, promotores e procuradores são omissos diante de graves violação aos direitos humanos são HIPÓCRITAS: Existe uma máfia instalada formada por juízes, promotores, procuradores, defensores públicos , empresários, advogados e família aliciada para o crime organizado em Recife Pernambuco. Mãe idosa incapaz falecida e eu somos uma das vítimas dessa quadrilha já denunciada no ministério da justiça e senado… O pgr Rodrigo Janot vem dando guarida a esses marginais. POR QUER O MPPE NÃO APARECEU NA OPERAÇÃO TURBULÊNCIA?…… O ministério público de Pernambuco vem sendo omisso em graves denúncias de corrupção, crime organizado, quadrilha, abuso de poder e terrorismo político-econômico de estado para proteger o governo de Pernambuco PSB desde a época do falecido ex-governador Eduardo Campos……… VÍTIMA DO GOVERNO DE PERNAMBUCO DE EDUARDO CAMPOS, mãe 82 anos, TEM PROVAS NO STJ PELA RP 471 DEFERINDO O REQUERIMENTO DEVIDO A ROUBO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL PRATICADO PELA FACEPE FUNDAÇÃO DE AMPARO A CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO, FINEP MCTI E DUAS EMPRESAS PRIVADAS CALTECH DE FLÁVIO FONTES E 5IT DE ALLYSON PRAXEDES E HERMANO VENÂNCIO PROTEGIDAS PELO ACÓRDÃO ENTRE GOVERNO DE PERNAMBUCO PSB, TJPE DEFENSORIA PÚBLICA, MPFPE, MPPE E PGR RODRIGO JANOT MONTEIRO.

Deixe uma resposta