Esquerdistas querem “crucificar” miss sul-africana por usar luvas em visita ao orfanato

Demi-Leigh Nel-Peters é miss sul-africana e também é voluntária em causas sociais. Recentemente, em visita a um orfanato de Soweto, na África do Sul, ela ajudou a alimentar crianças famintas e uma foto deste momento foi postada nas redes sociais.

Na foto, a miss aparece usando luvas, uma medida de higiene que é exigência do próprio orfanato Orlando West Community Centre Ikageng, cuja finalidade é evitar qualquer tipo de contaminação na comida dada às crianças. Contudo, esquerdistas quiseram atacar a miss alegando que ela usava luvas para não tocar em crianças negras, o que é completamente distante da realidade.

Carol Dyantyi, porta-voz do orfanato, defendeu Nel-Peters das acusações, dizendo o óbvio:

“É claro que não era porque ela não queria tocar nas crianças negras. Pedimos que ela e todos os voluntários usassem luvas enquanto estavam manuseando a comida. Foi puramente para proteger as crianças de comida contaminada. A reação nas redes sociais é ridícula.”

Sim, é ridícula. A reação é típica de justiceiros sociais que nada fazem para ajudar quem quer que seja, mas que sempre estão com os dedos em riste prontos para acusar alguém. Nel-Peters estava ajudando crianças famintas, mas certamente os justiceiros sociais que quiseram crucificá-la nunca ajudaram quem quer que seja.

Anúncios

Deixe uma resposta