Até tu? Eymael é suspeito de receber caixa 2 para campanha

O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, encaminhou para a Justiça de São Paulo petição para investigar as acusações feitas nas delações dos ex-executivos da Odebrecht, Carlos Armando Guedes Paschoal e Benedicto Barbosa da Silva Júnior, que acusam o presidente do PSDC, José Maria Eymael, de receber valores não declarados para a campanha eleitoral para presidente em 2010.

De acordo com o inquérito, os delatores contaram que a campanha de Eymael à Presidência recebeu recursos não declarados.

“Não tem nenhuma investigação contra mim. O que há é uma petição do ministro Fachin encaminhando para São Paulo depoimentos de dois delatores da Odebrecht. O que eu digo categoricamente é que não recebi nem do grupo Odebrecht nem de qualquer outra fonte qualquer recurso ilegal e incapaz de ser apresentada. Eu quero a imediata apuração desta inverídica colocação”, disse Eymael.

Anúncios

Deixe uma resposta