Gleisi: “Eleição presidencial sem Lula não é eleição, é fraude”

Ré na Operação Lava Jato acusada de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, a senadora Gleisi Hoffmann (PR) tomou posse, na noite dessa quarta-feira (5), como presidente nacional do PT. O evento aconteceu em Brasília e contou com a presença de diversos representantes de partidos, militantes, parlamentares e dirigentes do PT. Gleisi aproveitou para ressaltar apoio ao ex-presidente Lula em sua defesa na Justiça. Para ela, o ex-presidente é alvo de perseguição jurídica e midiática. Além disso, destacou que “eleição presidencial sem Lula não é eleição”, mas sim fraude à democracia.

“Não vamos descansar um minuto para fazer a sua defesa, presidente Lula. Não pensem eles que uma sentença de um juiz de primeiro grau vai inviabilizar o processo democrático, deixando Lula de fora das eleições. Nós temos que dizer em alto e bom som que uma eleição presidencial sem Lula não é eleição, é fraude à democracia brasileira”, afirmou.

A senadora é a primeira mulher a presidir o partido. Os deputados José Guimarães (CE) e Paulo Teixeira (SP) são os vice-presidentes da legenda. Os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff também estiveram presentes. Lula é o presidente de honra do partido. Os discursos giraram em torno de críticas ao presidente Michel Temer e às reformas propostas por ele, além da defesa de eleições diretas ainda este ano.

Em seu discurso, Dilma não poupou farpas ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e a Temer. Para a ex-presidente, a história está sendo severa e implacável com os líderes do golpe. “É um fato que houve golpe no Brasil e é fato que esse golpe e esse arranjo caminha a passos largos para a ruína”, ressaltou.

Para Dilma, Gleisi e Lula representam a capacidade que o PT tem de sobreviver. “A maior liderança política do nosso país esta sendo combatida, e essa é a péssima notícia, mas a boa é que nós resistimos porque ele resiste. O mesmo ocorre com nosso partido. Quantas vezes nos enterraram? Nos deram um atestado que tínhamos morrido. Hoje por qualquer partido que se olhe o PT é o partido que cada vez mais vai conquistando o espaço que sempre temos”, ressaltou.

Lula ressaltou a importância de se fazer eleições diretas para a Presidência da República. “Se quiserem ganhar que seja no voto, já perdemos tantas eleições e aceitamos isso”, disse. O ex-presidente petista ressaltou que caso Temer seja substituído pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, será a troca de um golpista por outro.

“Não podemos achar que um golpista é melhor que outro. Golpista é golpista. A mudança que queremos é que o povo brasileiro tenha o direito de escolher sua presidenta ou presidente”, disse.

Ao todo, 94 membros do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores foram empossados. Gleisi foi eleita com 61% de votos durante convenção do partido realizada no dia dia 3 de junho. A presidência era concorrida por Gleisi e Lindbergh Farias (RJ), que ficou com 38% dos votos na ocasião.

A informação é do Congresso em Foco.

Anúncios

Deixe uma resposta