Depois de perderem a moral com agressões, sindicalistas também perdem a votação: Marchezan aprova reforma

Nesta quarta-feira, 5, os servidores públicos se comportaram como vândalos animalescos ao invadirem a o espaço da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Porto Alegre durante a sessão do plenário que debatia o aumento da alíquota de contribuição dos servidores públicos à Previdência Municipal. Cláudio Janta (Partido Solidariedade), vereador e líder do Governo na Câmara, foi espancado de forma covarde pelos manifestantes, enquanto estava no seu direito de fala, e um servidor foi detido. Mesmo assim, os sindicatos-terroristas foram derrotados: por 20 votos contra 6, e uma abstenção, o projeto foi aprovado elevando a alíquota de contribuição dos servidores públicos de 11% para 14%.

Parabéns ao prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan, pela coragem de enfrentar os terroristas sindicais.

Anúncios

Um comentário sobre “Depois de perderem a moral com agressões, sindicalistas também perdem a votação: Marchezan aprova reforma

  1. Os prefeitos das outras Capitais bem que poderiam pedir emprestado a coragem deste Prefeito de Porto Alegre, que por não ter rabo preso, pode enfrentar o Crime Organizado nos Sindicatos.

Deixe uma resposta