Janot enrola e pede mais 60 dias para investigar José Dirceu e filho

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu mais 60 dias para  a conclusão das investigações de um inquérito instaurado contra o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu e o deputado Zeca Dirceu (PT-PR), seu filho, com base na delação da Odebrecht.

De acordo com a Procuradoria-Geral da República, ambos teriam  recebido vantagens indevidas nos anos de  2010 e 2014, a pretexto de auxílio na campanha de Zeca Dirceu para a Câmara dos Deputados, “havendo fortes indícios de contrapartida relacionada a pleitos da Odebrecht junto ao governo federal”.

Os pagamentos teriam sido feitos pelo temor de que Dirceu pudesse prejudicar os negócios da empreiteira, devido à sua influência como ministro no governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). As informações são do Estadão.

Anúncios

Um comentário sobre “Janot enrola e pede mais 60 dias para investigar José Dirceu e filho

  1. O que penso sobre a situação atual: os brasileiros que vivem do seu trabalho e que pagam as contas deste Estado sanguessuga que tudo faz para engordar os seus bolsos (dos seus empregados e dos empresários amigos) extorquindo cada vez mais dos que mais produzem, querem que a 2ª opção do PT (Temer) também saia, mas querem se prevenir que o próximo a entrar também não esteja neste lamaçal, senão será a história do nunca, situação na qual os que produzem cada vez mais irão pro brejo e isso poderá ficar insustentável para nós, não para os que vivem à custa dos produtivos.
    Vejam: saiu a Dilma por causa dos roubos descarados do PT e até hoje não houve uma prestação de contas de como o Temer recebeu as contas públicas, como quais os rombos do BNDES, Petrolão, etc. E por que não? Porque o Temer também faz parte da quadrilha, só sobra a lava a jata para tentar pôr as coisas no lugar, mas contra tantos bandidos fica difícil.

Deixe uma resposta