Lula ameaça: “Quando me prenderam em 80, a greve aumentou”

O ex-presidente criminoso Luiz Inácio Lula da Silva, chefe da gang mais conhecida como PT, discursou durante um evento que marcou os 25 anos da Confederação Nacional dos Metalúrgicos nesta quarta-feira (28).

O petista quadrilheiro comentou a possibilidade de ser condenado no processo do tríplex: “Não faz pouco tempo que essa gente pensa em me destruir. Acharam que iam conseguir quando me prenderam em 80, me afastaram do sindicato, achando que a greve ia acabar. E o que aconteceu? A greve cresceu, ficou muito mais forte e durou 41 dias”, (…) Saiu uma pesquisa da Folha. Não da CUT, foi da Folha. E fico imaginando como os diretores da Globo, os editores de política, reagiram”, disse, sobre a projeção do Datafolha, divulgada na segunda (26), – em aparece como vencedor em todas as simulações de primeiro turno.

“A pesquisa mostra que é preciso somar todos eles pra chegar perto do Lula e do PT. O PT sozinho tem preferência eleitoral maior que todos os partidos juntos. Isso deve dar insônia neles (…) O povo não é burro, tem consciência. Eles sabem o que aconteceu nesse país de 2003 a 2014”.

Dentre todas ladainhas ditas pelo criminoso, a última frase está correta. O povo não é burro. Sabe o que aconteceu no país entre 2003 e 2014: o maior esquema de corrupção da história e um governo petista que destruiu a economia e deixou milhões de desempregados.

 

Anúncios

Deixe uma resposta