“Frustramos interesses de gente poderosa”, diz Michel Temer

Nesta quinta-feira, o atual presidente da República, Michel Temer, declarou que frustrou “interesses de gente poderosa”, se referindo as estatais federais, e que pôde constatar “essa frustração de gente que se servia da atividade de empresas públicas para objetivos não lícitos”.

As declarações foram dadas durante a cerimônia de um ano da sanção da Lei de Responsabilidade das Estatais, que foi sancionada em junho de 2016, ainda no período em que a ex-presidenta e comedianta Dilma Rousseff (PT) estava afastada pelo processo de impeachment.

A lei fixou critérios para a nomeação de diretores de empresas públicas e aumentou o rigor das regras para licitações.

“A ideia principal desta lei [de controle das estatais] era protegê-las de um certo assédio ilegítimo de quem quer que fosse. Eu confesso que, ao fazê-lo, nós frustramos interesses de gente poderosa. Eu pude verificar logo em seguida essa frustração de gente que se servia da atividade de empresas públicas para objetivos não lícitos”, declarou o Temer.

Anúncios

Um comentário sobre ““Frustramos interesses de gente poderosa”, diz Michel Temer

Deixe uma resposta