STJ julga suposta parcialidade de Sergio Moro

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) analisa nesta terça (27) a suspeição criminal proposta por Lula contra o juiz Sergio Moro.

Lula alega falta de parcialidade devido a amizade entre Moro e o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Segundo Lula, o relação os tornaria suspeitos de julgar os recursos decorrentes da Lava-Jato.

Como se sabe, o Tribunal analisa recursos contra sentenças impostas por Moro.

A informação é da Veja.

Anúncios

Deixe uma resposta