Sentença de Palocci é antessala para condenação de Lula

Sergio Moro condenou o ex-ministro Antonio Palocci a 12 anos de prisão. Essa é uma espécie de antessala de condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Advogados e procuradores envolvidos na Lava Jato veem na sentença contra o ex-ministro da Fazenda de Lula o passo que o juiz federal deveria dar para preparar o terreno para a condenação do petista, que deve sair ainda antes do recesso do Judiciário.  A informação é da colunista Jovem Pan Vera Magalhães.

Isso porque Palocci é considerado pelas investigações uma espécie fundamental na engrenagem de corrupção dos governos petistas. O ex-ministro seria o elo entre Lula e o setor financeiro e produtivo.

Na sentença, o juiz Sergio Moro advertiu Palocci a respeito desse vai e vem que o ministro tem feito sobre a possibilidade de colaborar com a Justiça. Moro viu a famosa fala de Palocci durante depoimento, em abril, em que ele se diz disposto a entregar nomes e dar “mais um ano de trabalho” para a Lava Jato, mais como uma ameaça para aliados ajudarem-no a reverter sua prisão preventiva do que uma real disposição em delatar.

Mais pressionado com a condenação na primeira instância, prestes a ter a decisão referendada e a prisão em definitivo decretada, saberemos se Palocci de fato fará delação premiada, ou se Moro tem razão e o ex-ministro estava apenas mandando recados para fora da cadeia.

A condenação de Palocci tem um peso muito importante tanto para a narrativa dos crimes cometidos nos governos Lula e Dilma, dos quais foi ministro, quanto para a esperada e próxima condenação do ex-presidente.

As informações são da Jovem Pan.

Anúncios

Deixe uma resposta