Moro diz que Palocci era o principal administrador da conta corrente geral de propinas

Antônio Palocci, condenado hoje, segunda-feira (26), a 12 anos e 2 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem dinheiro pelo juiz Sérgio Moro, foi apontado pelo magistrado como o principal administrador de propinas dos governos Lula e Dilma:

“Antônio Palocci Filho era o principal administrador da conta corrente geral de propinas”, afirma o juiz. “Embora os valores tenham sido utilizados com variados propósitos, parte substancial, inclusive a que é objeto específico da presente ação penal, foi utilizada para fraudar sucessivas eleições no Brasil, contaminando¬as com recursos provenientes de corrupção.”

Anúncios

Deixe uma resposta