BNDES toma calote de dois países cujas dívidas foram perdoadas por Lula

Conforme a Folha, o  governo de Moçambique não pagou duas parcelas do financiamento que o BNDES para a construção do aeroporto de Nacala, obra concluída pela Odebrecht em 2014. O prejuízo está em pouco mais de US$ 15 milhões, mas vai aumentar. O total do empréstimo concedido é de US$ 125 milhões. O BNDES não informou o saldo devedor.

Já que a operação teve aval do Fundo de Garantia à Exportação (FGE), o Tesouro, que administra o fundo, foi acionado para ressarcir o BNDES, e o prejuízo sobrou para o contribuinte brasileiro.

Moçambique também atrasou pagamentos da barragem de Moamba-Major, obra da Andrade Gutierrez que recebeu US$ 320 milhões em financiamento do BNDES, mas a situação já teria sido regularizada.

Neste momento, o BNDES negocia com o governo de Angola para tentar evitar outro calote. Os angolanos querem reduzir garantias associadas à obra da hidrelétrica de Lauca, alegando que o banco brasileiro cancelou a segunda fase do projeto, orçada em US$ 1,3 bilhão. A primeira fase, quase concluída, custou US$ 500 milhões.

Anúncios

6 comentários sobre “BNDES toma calote de dois países cujas dívidas foram perdoadas por Lula

  1. Acontece que não sabemos votar elevemos quem não tem interesse pela coisa pública, elegemos corrupload e ladrões. E agora vai ficar mais difícil com tanto dinheiro de roubo em circulação mais a justiça corrupta. ..

Deixe uma resposta