Defesa de Temer quer usar áudio de Joesley contra acusação da PGR

A defesa do presidente Michel Temer está se preparando para as denúncias que serão apresentadas pela Procuradoria Geral da República. Os advogados pretendem utilizar a gravação de Joesley Batista contra a acusação de obstrução da justiça.

Temer diz em um dos trechos que “o Eduardo tentou me fustigar”. A defesa irá alegar que isso mostra que o presidente estava fazendo o oposto do que Cunha desejava.

Sobre as perguntas indeferidas por Sérgio Moro, Temer diz a Joesley que o ex-deputado encaminhou ao presidente: “Era pra (inaudível). Eu não fiz nada (inaudível) no Supremo Tribunal Federal.

A defesa sustentará que os trechos mostram que o presidente não fez nada para obstruir a justiça.

Anúncios

Deixe uma resposta