Em declaração autoritária, Celso de Melo diz que “não podemos desconfiar do Ministério Público”

Celso de Melo, ministro do Supremo Tribunal Federal, saiu em defesa do Ministério Público durante julgamento, que ocorreu na terça-feira (21), em que a Corte discutiu os limites do relator nas homologações de acordos de colaboração.

Gilmar Mendes, também ministro do Supremo, fez uma provocação. Perguntou se a Procuradoria havia assumido o papel do Legislativo.

Sobre isso, Celso de Melo respondeu “Não podemos desconfiar do Ministério Público. O Ministério Público tem tido atuação de grande importância no panorama jurídico nacional”.

Anúncios

Um comentário sobre “Em declaração autoritária, Celso de Melo diz que “não podemos desconfiar do Ministério Público”

Deixe uma resposta