Temer pede à AGU ação contra Joesley para ressarcir Tesouro

Segundo Kennedy Alencar, Michel Temer disse ao SBT que pediu à AGU (Advocacia Geral da União) para estudar medidas judiciais contra o empresário corrupto Joesley Batista e o grupo JBS por danos à economia do país.

Vale lembrar que a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) já abriu 5 processos para investigar a empresa por ter se beneficiado em operações cambiais feitas às vésperas do escândalo iniciado pelo empresário estourar. Como diz o Em.Br, “a estratégia teria favorecido a companhia, uma vez que o dólar disparou para R$ 3,40, valorização de 8,62%, e as negociações na Bolsa de Valores de São Paulo foram paralisadas” no fim de maio.

Claramente o acionamento da AGU é justificado, mas a motivação parece ter aumentando depois da entrevista de Joesley à Época. Temer disse que o empresário “mentiu e se fez de vítima” na delação. Desde que começou a causar prejuízos ao Brasil, o Tesouro precisa ser reparado, segundo Temer.

Essas medidas judiciais não são a mesma coisa que os processos pessoais que o presidente adotará a partir de segunda-feira: uma ação penal por calúnia, injúria e difamação e outra de indenização para ser doada a entidade beneficente.

Em relação à PGR, que tem protegido, Joesley, Temer também disparou: “Se o Ministério Público não pretende tomar medidas judiciais contra um criminoso que mereceria dois mil anos de prisão, eu tomarei as medidas para colocá-lo na cadeia”.

 

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta