José Nêumanne Pinto: “O que Janot quer provar sendo rigoroso com Aécio e leniente com campanha de Lula?”

O jornalista José Nêumanne Pinto, em artigo para o Estadão, destacou que a conduta de Rodrigo Janot é, para ele, no mínimo duvidosa. Na visão de Nêumanne, é estranho notar a leniência do PGR em relação ao ex-presidente Lula enquanto se esforça arduamente no trabalho contra o senador Aécio Neves. Leia uma parte do comentário feito pelo jornalista:

O pedido de prisão pelo procurador-geral da República do senador Aécio Neves (PSDB-MG) por ter ele publicado em rede social uma reunião com correligionários, enquanto o ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva faz campanha pra eleição de 2018, o que configura crime eleitoral, é um caso típico de dois pesos e duas medidas.

De fato, Janot foi bastante leniente com Lula desde o começo das investigações, e também não custa lembrar das manobras feitas pelo PGR para tentar barrar o impeachment de Dilma Rousseff no ano passado. Abaixo, leia mais um trecho do comentário:

Não tenho procuração nem vontade de defender Aécio e vocês todos testemunham que sou forte crítico ao denunciar ter Aécio jogado no lixo da história a esperança de 51 milhões de brasileiros que esperavam dele comportamento no mínimo melhor do que o de seus adversários em cujos 13 anos, 5 meses e 12 dias de desgoverno o Brasil foi jogado na maior crise da História, com mais de 14 milhões de desempregados. Mas parece que Janot tem levado em conta a crítica de Lula tornada pública de que ele é ingrato e resolveu provar que não é, não. Aécio não pode se reunir com correligionários, mas Lula pode fazer campanha fora de época?

Vale lembrar, aliás, que além de ser o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot faz parte do Tribunal Superior Eleitoral, portanto averiguar casos como o da campanha antecipada de Lula seria no mínimo uma de suas principais obrigações.

Anúncios

8 comentários sobre “José Nêumanne Pinto: “O que Janot quer provar sendo rigoroso com Aécio e leniente com campanha de Lula?”

  1. @@…Nunca foi uma delação..
    foi uma armação mal combinada
    com o ladrão do carro-forte…
    E a ordem dos episódios não é bem essa…
    a sequência começa com o PT chefiando
    uma armação para jogar Temer no Chão… desestruturar o PSDB..
    deixar Aécio refém no petrolão..
    orquestrar um Diretas Já,
    envolvendo até o ex ministro doente Joaquim Barbosa
    criando um clima
    para ter Lula como candidato… —
    sem esquecer que nesse meio tempo a Globo estava balançando o Temer
    com um vigor que só podia
    ser por dinheiro ou chantagem…
    ou as duas coisas!!..###

  2. Janot não está levando a sério o que Lula fez. No meu modo de pensar , quem deixa os hospitais às traças com doentes morrendo nos corredores, falta de remédios por descaso do governo , não passam de assassinos. As pessoas costumam usar a palavra corruptos, mas esquecem que não é só de dinheiro, existe vida envolvida .

  3. Espero que Aecio pegue muitos anos de cadeia. Quem levou o país a essa crise econômica foi Aecio é essa imprensa direitista e midiática.
    Espero que LULA volte a governar nosso país para voltarmos a crescer.
    “O progresso virá quando os mais pobres alcançarem poder de compra”

  4. Jonot e Gilmar Mendes se equivalem.
    O primeiro defende os CORRUPTOS do PT, já o segundo defende extremamente os CORRUPTOS do PSDB e agora PMDB.
    Por que isso acontece no BraZil (com Z mesmo)?
    Pq são cargos POLÍTICOS. Que Político nomearia um Procurador ou Ministro da Suprema Corte, para condená-lo?
    Só se fosse muito idiota.
    Tem solução? Tem, “A bomba atomica”.

  5. O que a população boquiaberta e anestesiada por anos de desmandos e corrupção impunes é a defesa por argumentos e manobras ditas legais de qualquer crime ligado aos chefes das quadrilhas,assim como ocorreu nos Estados Unidos na época em que os gangsters mandavam e corrompiam os juízes e a polícia de Chicago.
    Mesma coisa so que lá Eliot Ness teve apoio e aqui o Moro está sendo devorado pelas cortes superiores.

Deixe uma resposta para masfs maria Cancelar resposta