Moro determina que a defesa de Lula arque com custos de testemunhas do exterior

Por Francine Galbier

O juiz federal Sérgio Moro determinou que a defesa de Luiz Inácio Lula da Silva irá arcar com os custos de tradução para duas testemunhas do exterior que serão ouvidas na ação penal relacionada com a Odebrecht.

As testemunhas, Jonathan Kellner e Juan Giraldez, estão no rol de 87 convocados pela defesa do ex-presidente. O advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, informou Moro sobre a imprescindibilidade de um profissional tradutor da língua inglesa para a portuguesa e vice-versa, que possa acompanhar as audiências: “Em que pese as referidas testemunhas residirem no Brasil, devendo possuir certo conhecimento de nosso idioma, é prudente que seja designado tradutor para acompanhar o ato”, requereu Zanin.

Moro respondeu: “Sendo prova de interesse da defesa, deve ela providenciar a vinda de tradutor para Curitiba ou para São Paulo para realizar a tradução e arcar com os custos decorrentes.”

Anúncios

Deixe uma resposta