Após confessar crimes, ex-governador do Mato Grosso vai para prisão domiciliar

A juíza Selma Santos Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, autorizou a transferência do ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, do regime fechado para a prisão domiciliar. A decisão foi proferida no âmbito da operação Sodoma e levou em conta o fato de Barbosa ter confessado uma série de crimes e disponibilizado para a Justiça mais de R$ 40 milhões em bens. O ex-governador negocia um acordo de colaboração premiada no bojo de outra investigação em que é alvo, a Ararath.

“O réu explica que em razão de sua nova postura defensiva e de boatos de que estaria negociando colaboração premiada tem se sentido inseguro no interior do cárcere, já que tem sido pressionado por pessoas as quais compromete-se a identificar futuramente, que temem ser citados em eventual celebração de acordo de colaboração premiada”, afirmou a juíza sobre a argumentação utilizada por Silval para explicar a confissão e a necessidade de deixar a prisão.

A informação é do Estadão.

Anúncios

Deixe uma resposta