3 vezes que a extrema-esquerda fascista perseguiu pessoas nos últimos dias

Por Francine Galbier

Estamos apenas no início do mês mas a extrema-esquerda já nos brindou com algumas demonstrações de intolerância, autoritarismo e fascismo.

O humorista Danilo Gentili foi censurado duas vezes e a esquerda aplaudiu 

lula-danilo-gentili

O apresentador do The Noite, talk-show líder de audiência da televisão, recebeu no início do mês uma carta de censura da deputada federal de extrema-esquerda Maria do Rosário (PT). Indignado com a violência à liberdade de imprensa e atitude antidemocrática da deputada, Danilo gravou um vídeo em resposta e mandou um recado: “Nunca aceite que qualquer deputado,  senador, prefeito, governador, diga se você pode não falar alguma coisa. É você que diz se eles podem ou não falar”. 

Colaborando com a ditadura do politicamente correto, o desembargador Túlio De Oliveira Martins endossou o comportamento autoritário da deputada Maria do Rosário ao determinar ao apresentador que o vídeo fosse removido da internet.

Professora é expulsa de sua palestra por militantes fascistas de esquerda

18195165_10155159951726760_6341354471698768255_n

A professora Thaís Godoy de Azevedo foi expulsa da UFG – Universidade Federal de Goiás onde iria proferir uma palestra chamada “Desmascarando o Feminismo”. Os militantes de extrema-esquerda tentaram boicotar o evento a todo custo. Uma professora da UFG foi acusada de ter tentado esconder a chave da sala de auditório na esperança de que fosse cancelada. Alunos intolerantes de extrema-esquerda tumultuaram o evento, invadiram a palestra e expulsaram a professora da Universidade. Thaís precisou ser escoltada com seguranças para não ser agredida fisicamente.

Mais um caso de intolerância esquerdista ganhou destaque hoje e lembre-se que estamos apenas na segunda semana do mês.

Jornalista é agredida por extremistas e fascistas do PT durante duas horas de voo

5922147

Miriam Leitão, jornalista e comentarista do jornal “O Globo”, foi agredida verbalmente e moralmente por sicários intolerantes e fascistas do Partido dos Trabalhadores, durante um voo de Brasília para o Rio de Janeiro que ocorreu no início do mês. Ela publicou em sua coluna desta terça-feira que: “Foram duas horas de gritos, xingamentos, palavras de ordem contra mim e contra a TV Globo. Não eram jovens militantes, eram homens e mulheres representantes partidiários. Alguns já em seus cinquenta anos. Fui ameaçada, tive meu nome achincalhado e fui acusada de ter defendido posições que não defendo”.

É cada vez mais difícil para a extrema-esquerda esconder que adora uma ditadura e que não suporta viver em democracia.

Anúncios

4 comentários sobre “3 vezes que a extrema-esquerda fascista perseguiu pessoas nos últimos dias

  1. Enquanto isso, o silêncio que precede o esporro… Onde será que está o molusco e o que ele e suas linhas auxiliares estão tramando…

  2. Ainda faltou o caso do filme O Jardim das Aflições que foi boicotado em todos os festivais de cinema e no único festival que o aceitou, o Cine PE, sete diretores retiraram os filmes tentando sabotar o próprio festival alegando que esse filme tem um caráter “golpista”.

  3. Esqueceu a investida do MPF totalitário contra a jornalista Rachel Sheherazade, pretendo censurá-la por “excesso de liberdade de expressão”.

Deixe uma resposta