Na campanha de 2014, Dilma teria ordenado a Odebrecht a bancar até mesmo o partido de Kassab

Nos depoimentos colhidos pelo TSE, Fernando Migliaccio, ex-executivo da Odebrecht, entregou a participação de Dilma Rousseff em repasses da empreiteira a Gilberto Kassab, hoje ministro do governo Temer, mas ministro do governo Dilma na ocasião.

Ao observar os nomes discriminados na planilha de repasses da empreiteira, perguntou a Alexandrino Alencar, ex-diretor da empresa, quem eram os codinomes “Esfirra” e “Tabule”. E o seguinte diálogo se sucedeu:

– É o Kassab.
– Mas o Kassab?!
– É, porque a Dilma pediu.

Isso mesmo. Em 2014, segundo os executivos da Odebrecht, Dilma Rousseff teria intercedido por pagamentos até mesmo do PSD de Kassab, o mesmo Kassab que havia sido alçado a inimigo número um do PT quando prefeito de São Paulo.

As informações são do portal Implicante.

Anúncios

Deixe uma resposta