6 vezes que artistas esquerdistas passaram vergonha nos últimos dias

Por Francine Galbier

Aproveitando o mico recente do cantor Júnior da dupla Sandy e Júnior, resolvemos relembrar algumas vezes que artistas de esquerda tentaram nos aplicar um golpe fingindo que entendem sobre política mas acabaram passando vergonha.

Júnior da dupla Sandy e Júnior

2jun2017---junior-lima-fala-sobre-bullying-em-entrevista-a-fernando-grostein-andrade-1496412778046_615x300

O ex cantor Júnior, que ninguém mais sabe o que faz desde que a dupla infantil Sandy e Júnior acabou, resolveu provar para todo o Brasil que quando você não entende de um assunto é melhor não tentar falar sobre ele. Em um vídeo de entrevista, pra a Tv Folha, que circulou na internet na segunda-feira, o agora hipster moderninho falou de toda sua genialidade precoce, sobre ter praticado o método de massagem “Rolf”, que é estrutural revelador e super espiritualizado, isso aos 14 anos, porque, tadinho, já sofria muitas crises existenciais por ser o irmão da Sandy, aquela que cantava Jig Jig Joy Popoy. Ele também aproveitou pra expor suas opiniões sobre a atual crise política brasileira. Comparou o deputado Jair Bolsonaro a Hitler. Disse que Bolsonaro tem discurso de ódio, é machista e homofóbico. Depois de tanto falar de si como alguém filosoficamente entendido, Júnior forçou todas suas sinapses pra conseguir repetir o que o senso comum fala sobre Bolsonaro entre um “tipo” ou “tá ligado”, e acabou virando piada na internet.

Bruno Gagliasso protestando contra a intolerância enquanto é intolerante

tarso-caminho-das-indias

É isso mesmo. O Tarso da novela “Caminho das Índias”, e sua esposa, se incomodaram com a presença do deputado Jair Bolsonaro em um evento do UFC, que ocorreu ontem na Barra da Tijuca – Rio de Janeiro. Ao perceberem que o político estava sentado ao lado deles, em protesto, se levantaram e foram embora. Enquanto os dois deram xilique, Bolsonaro nem sequer sabia que eles estavam no local. Ao chegar em casa, numa tentativa de chamar atenção para como é politizado, o ator postou em seu twitter que já estava em casa bem longe do deputado. O marketing consciente virou piada na internet já que todos perceberam o comportamento mimado e intolerante de duas pessoas que não souberam conviver com divergência de ideias.

Fábio Assunção criticando João Doria por ações na Cracolândia

fabio_assuncao_totalmente_demais_free_big_fixed_big (1)

 O nosso Mel Gibson versão Herbert Richers, Fábio Assunção, ressurgiu do pó na semana passada. Após muito tempo afastado dos holofotes por conta de seu recorrente problema com drogas, Fábio, que se tratou durante meses nas melhores clínicas elitistas de reabilitação do país, apareceu como liderança de um movimento de artistas e ativistas de esquerda que estão muitíssimos preocupados em garantir o direito dos viciados em crack de terem uma vida miserável e degradante no meio do lixo.

Cineastas deixam festival Cine PE em protesto contra filmes ‘de direita’

premio

Alguns cineastas desconhecidos de extrema-esquerda conseguiram que o festival Cine PE de Audiovisual, que aconteceria em maio, fosse cancelado. Eles divulgaram um manifesto conjunto onde protestavam contra a “escolha ideológica” das produções, no caso dois filmes: O Jardim das Aflições, sobre a filosofia de Olavo de Carvalho, e Real – O Plano Por Trás da História, filme de ficção sobre o plano econômico que criou a nossa moeda. Antes mesmo de assistirem as duas produções, os cineastas deram xiliques e retiraram seus filmes da exibição. Disseram que o festival estava favorecendo a direita conservadora e compactuando com o “golpe” contra a comedianta Dilma. O que eles conseguiram com isso? Mostrar que são intolerantes e passar vergonha. Enquanto eles são piadas, os dois longas boicotados estão fazendo sucesso e impressionando pela qualidade da produção.

Supla fazendo análise sobre o impeachment 

764993334-supla-visita-jovem-pan

O cantor decadente Supla, filho de Marta Suplicy (PMDB) e Eduardo Suplicy (PT-SP), fez uma participação especial no dia em que o Programa Pânico na Rádio entrevistou Tato Gabos Mendes e Ricardo Rihan que estavam lá para divulgar o filme “Real – O Plano Por Trás da História”. Era inevitável que o assunto política viesse à tona devido as polêmicas que envolveram o longa-metragem, e é claro que Supla perdeu a oportunidade de ficar quieto. Disse sobre Dilma e o impeachment:

“Vou fazer uma análise aqui (…) Por ela não conseguir dialogar com empresários e uma boa parte da sociedade também, ela ficou muito… no canto. Por exemplo, quando ela foi convidada pra jantar com o Obama, que é um war criminal, ela deveria ter ido conversar e falar “eu sei que você tá me espionando e é muito feio e tal”, mas ela deveria ter se aproximado dele. Porque se ela tivesse o apoio dos Estados Unidos não teria sofrido o impeachment. Se ela soubesse ser mais política, não ser uma “cheguevarista”. Imagina ter o apoio do Obama? Que empresário ia falar algo pro presidente dos Estados Unidos? Desculpa, ninguém.”

Na cabeça platinada e cheia de gel do Supla, não é relevante se existiu ou não causa para o impeachment, Dilma poderia ter se salvado se estivesse aliada ao presidente dos Estado Unidos, pois ele influenciaria os empresários que, por sua vez, influenciariam o Congresso a votar contra o pedido. Essa é a “análise” do punkstar. Sua fala apenas reforça a ideia disseminada pela extrema-esquerda de que os Estados Unidos é um país imperialista, mas, no caso de Dilma seria bom se aliar ao inimigo para tentar salvar sua pele. O raciocínio desses gênios esquerdistas sempre é relativo.

Globais protestando contra a reforma trabalhista

C_ArfYxXYAAJr8y

No início de maio, vários globais protestaram em suas contas no instagram contra a reforma trabalhista, que visa modernizar a CLT fascista inspirada nas leis da Itália do ditador Mussoli. Tirar foto pra instagram e dizer que é protesto por si só já é piada, mas esses atores não contavam com a astúcia dos internautas. Logo foi revelado que os globais sequer estão submetidos a legislação trabalhista pois atuam por meio de pessoa jurídica. Ficou feio, ein?

Agora só nos resta aguardar quais serão os próximos artistas da esquerda caviar que irão passar vergonha.

 

Anúncios

32 comentários sobre “6 vezes que artistas esquerdistas passaram vergonha nos últimos dias

  1. Artistas pode ger raça mais imbecil do q esta? Pode sim… Quem os endeusa e da ouvido as merdas q eles falam. Qual o preparo intelectual q estes bostas tem? Muitos eram garotos e garotas de program, sem nenhum preparo, inclusive para as artes e vem pagar de intelectual agora. Esta raça burra e hipócrita ama CUBA e o Ditador Fidel, mas dizem que aqui ocorreu um golpe e que nao vivemos em uma democracia. Haja cara de pau, ignorancia e canalhice desta raça imunda…

    1. Eu sou a favor do impeachmant, mas o que o Supla falou é pura verdade. Dilma sofreu impeachmant não por ter cometido crime de responsabilidade, Lula tb cometeu e não foi impeachmado, ela sofreu impeachmant por não ser “política”, por não ter sustentação social. Se tivesse chorado durante o depoimento já era capaz de ter se safado.

  2. Esqueceram do Mico-Mor… Tico Santa Cruz! A última, que o rapaz irmão da Suzane (Richthofen) foi encontrado na Cracolândia. Mentira, a canalhice foi ter inserido o rapaz onde ele não estava apenas pra fazer suas bravatas políticas de esquerdista tanso. Ou seja, mais um pro rol dos que passam vergonha e transforma essa política de esquerda num lamaçal de bobagens.

    1. Pois é, o cara não sabe nem o que a Maria Chiquinha foi fazer no mato, quer discursar sobre política….FUI!!!!!! kkkkkkkkkkkkkk…

  3. Esse site deve ser do governo pra estar criticando as atitudes desses famosos, ninguém passou vergonha, e sim quem escreveu essa bosta. Rs

  4. Artistas normalmente quando resolvem declarar amor para alguns políticos e ainda destilar veneno para outros acabam no fim passando vergonha e precisando enfiar o rabinho entre as pernas…mas…

    Já deu esse papo de Bolsonaro 2018 e Dória 2018 também viu!!!! O primeiro já está acostumado a passar vergonha, como o vídeo das flexões. O segundo começou a se enrolar nas próprias falácias de “gestão eficiente”, “mais gestão”, “mais comprometimento”….

    Está na hora de brasileiro parar de idolatrar políticos, pq no fim é disso que se trata.

  5. Estes artistas na sua maioria são ignorantes e Esquerdopatas e Comunistas, não nos representam.
    Gostam de participar de novelas tolas que tem as finalidades de destruir os valores das famílias.

  6. Não sou político não entendo nada.. em.que vcs publicaram… Sou Brasileiro….. Alfabeto.. porque sou dá década de 60 onde militares eletissvam a educação… Mas a vida foi minha escola.. Não concordo de que se não sabe do assunto não dá palpite…Críticas tem que ser frita de QQ forma….E logo verdade é o.que temos hj.. então mico de internet são os filhos dá puta entendidos de políticas…….

  7. Pensei que o texto mostraria artistas passando vergonha. Mas é tão forçado e parcial, que mal consegui terminar de ler, mesmo não sendo PTista.

  8. Não sou artista e nem gosto muito de novelas, mas achei estranho um site com o nome jornal livre “O jornalismo em prol da LIBERDADE” criticar artistas, que por sinal também são seres humanos como a gente, pelo que dizem, sendo que o próprio site a meu entender defende a liberdade de expressão.

    1. Somente sendo muito tolo para não entender que essa classe, a dos artistas, está aparelhada com a mamata que advém de governos esquerdistas.
      Eles estão se fudendo para o povo, para os pobres, etc., querem uma vida fácil, dinheiro fácil para defender mentiras de ditadores comunistas. Simples assim.
      A verdade é que, se você for de direita, não pode falar; se for de esquerda pode falar a merda que for que pode. Isso não é liberdade. Por algum tempo essa esquerda maldita envenenou as pessoas de direita, que são a maioria, a terem medo de expor seu pensamento, mas isso acabou e é bom se conformarem, porque já tem um tempo que podemos, sim, os de direita, meter o sarrafo nessa sordidez da esquerda e continuarmos, sim, a meter o pau nos ratos políticos da direita, que por sinal, é algo que dá nó na cabeça dos militantes toscos. Não conseguem entender como uma pessoa pode meter o sarrafo em alguém que está dentro de sua ideologia política. Para os esquerdistas de merda o seu político ladrão pode roubar que eles fingem que não foi bem assim, é mentira da oposição.
      A diferença é que agora vão penar escutando verdades, pois a situação se afunila nisso, não há defesa de liberdade de expressão aqui, mas apontamento da verdade e doa a equem doer.

  9. Infelizmente sua matéria não quer ser tendenciosa, no entanto, você está dois zeros a esquerda de qualquer opinião. Parece-me que não se passa pelo crivo da liberdade. Cada um faz o que acha melhor. Você critica às criticas, qual a diferença entre eles e você escritora?

  10. Engraçado as críticas ao cantor! Primeiro que o fato de criticar o candidato bolsonaro como ele fez não quer dizer que ele seja esquerdista, mas os tolos insistem nesse Papinho idiota. Todos têm direito a opinião, e i que falta é respeito, os bolsominions querem a qualquer custo impor que seu candidato insano é o super herói do Brasil. Não ganha! fiquem certo!

  11. Saudades dos tempos em que artistas eram só artistas, estudantes estudavam trabalhadores realmente trabalhavam . Definitivamente política não é o forte da classe artística, embora muitos deles acreditem ser sua obrigação salvar o Brasil de algo que não se compreende bem o que é. Grande parte adota o discurso das esquerdas mas não pensam 2x ao vender a alma ao diabo para a maior e mais capitalista das mídias, a dona Rede Globo

  12. Apenas uma correção: Supla não é e nunca foi cantor decadente. Pra ser um cantor decadente, primeiro ele precisa ser cantor, depois ter estado no auge. Me parece não ser nenhuma coisa nem outra.

  13. Infelizmente ainda estamos na era dos da esquerda e dos da direita. Importa mesmo quem esta no comando??? Discussão que não leva a nada. Pergunte-se; o que você e eu fizemos para melhorar nosso país? Só crítica aos que pensam diferente. Menos direções (esquerda/direita) mais nacionalismo.

  14. É….todo mundo aqui é tão bom e perfeito!!!
    Cada um pensa certo…e só os outros estão errados.
    Quando houver mais amor e menos ódio, mais tolerância e aceitação e menos julgamento, ai sim seremos um país!!!

  15. Não tenho ideologia política e novo vergonha do que tá acontecendo acontecendo jo brasil. Mas me envergonha muito mais esse tipo de jornalismo que é difundido no Brasil, seguindo o exemplo desse texto no qual a jornalista Francine Galbier inicia seu teco rebaixando s personagens de seu texto!! Perai, você diz do artista que protestou de uma forma feia no sentido de ser intolerante, e você escreve de forma que rebaixa as pessoas!! Aff, nosso país precisa é de pessoas que pensem diferente e não só de Bins governantes!!! Boa sorte na sua brilhante e ética carreira de jornalista, escritora, ou sei lá o que você se denomina, Francine Galbier!!

  16. Pessoal vamos respeitar as opiniões das pessoas. Lembrem-se: vivemos numa democracia o que nos dá direito de sim, falar o que quisermos independente de sermos artistas ou não / políticos ou não. Não sou artista ou político e nem tenho talento para assim o ser mas isso não me dá o direito de julhar quem decidir ser ou quem decide ao menos tecer sua opinião sobre o tema. Nenhum discurso sobre “passar vergonha” ou de julgamentos maldosos contra o próximo pode prosperar sem ao menos ser no mínimo tão feio ou igual as “bobagens” que foram ditas. Lembrem-se: “Por que reparas tu o cisco no olho de teu irmão, mas não percebes a viga que está no teu próprio olho? “

  17. creio que melhor se expresar sendo ou não exper do assunto ou ficar calado vendo e não poder falar nada , sou ignorante semi analfabeto pq esse pais me deu essas condições

  18. Um artista fala merdas para muito, pode. Alguém argumentar que tais merdas são surreais, não pode.
    Muita gentezinha esquedista e doente, sem autocrítica se doendo bonito por aqui.
    O artista falar merdas em prol de ideologia demoníaca, ok, passa a régua e tá tudo certo. As “divindades” da verdade tortuosa não podem ser confrontadas. mas esquecem que muitos desses artistas são safados, aproveitadores e, recentemente, justamente nos governos petistas, que nunca usam as cores do país, apenas aquele vermelho maldito, esses artistas ganharam muito dindin às custas de impostos que deveriam ser destinados a coisas mais importantes e imediatas como educação e saúde. aliás, teve os aqui que reclamaram que não tiveram educação,m escolas, etc., mas não pararam para pensar (e é isso que essa esquerda maldita quer) que esses artistas subtraíram muito dindin que poderia ser destinado a isso.
    Aí, se você fala que pagaram mico mesmo, que bancaram os otários, que são canalhas, etc.; opa, peraí, não é bem, assim. eles podem falar merdas e muitas mulas batem palmas, contudo se alguém vier trazer luz e meter o dedo na ferida é aquela enraizada tolice impetrada pela esquerda que faz ligar o automático da antice vermelha e você é coxinha, reaça, fascista e outras merdas que sequer sabem o significado. Se as lideranças vermelhas falam e ordenam você vomitar tolice, a mula vai lá e faz, jamais se indaga se aquilo é realmente certo.
    Fábio Assunção se filiou ao PT, vai concorrer a algum cargo e vai levar votos de tolos vermelhos. Pouco importa se ele quer a cracolândia a pleno vapor. O motivo disso: a cracolândia, o falso-racismo, o falso-bullyng, o falso-machismo, o falso-homofobismo e outras falácias viraram indústria, tal qual os telejornais vivem mostrando desgraças. Tudo isso porque se o Brasil realmente melhorar, essa laia imunda vai perder dindin fácil, dindin esse que vem do suor dos que sustentam o país com seu trabalho e críticas aos abusos verdadeiros e das mulas que defendem os que as assaltam.

Deixe uma resposta