Gleisi bate o pezinho e insiste em ser chamada de “presidenta” do PT

Por Francine Galbier

Gleise Hoffman, senadora paranaense do PT, foi eleita presidente do Partido no sábado (3), e exigiu ser chamada de “presidenta”, seguindo a tendência de assassinato a língua portuguesa iniciada pela “comedianta” Dilma Rousseff.

Dilma também exigia que a pronúncia utilizada fosse “presidenta”, e os analfabetos funcionais de extrema-esquerda adotaram a palavra como correta.

Não basta o legado de destruição da economia e das instituições, Dilma também deixou um estrago na gramática.

Anúncios

Deixe uma resposta