Enquanto a comunidade judaica ajuda o povo pobre em POA, a extrema-esquerda quer manter a cracolândia em SP

Com a participação de mais de 300 voluntários da comunidade judaica de Porto Alegre (RS), a Campanha do Agasalho, promovida pela prefeitura da cidade, conseguiu arrecadar mais de 40 mil peças de roupa.

A cidade vive um período de fortes chuvas, mas nem isso impediu o alto comparecimento. O momento crítico causado pelas chuvas aumenta a importância da ação.  Ao todo, sete caminhões rodaram bairros da região central de Porto Alegre, contando inclusive com a participação do prefeito Nelson Marchezan Jr.

A atitude é um exemplo de participação voluntária do cidadão para ajudar os desfavorecidos, e se contrasta com uma das atitudes mais aterradoras da era recente, ocorrida em São Paulo (SP), quando setores da extrema-esquerda se juntaram para tentar manter a cracolândia, o que só tem levado horror e sofrimento ao povo.

Até agora a população não consegue entender o motivo para tanta maldade da extrema-esquerda. Espera-se que atitudes como esta feita em Porto Alegre deixem ainda mais clara a importância de ações voluntárias que priorizem a diminuição do sofrimento do povo, e não sua ampliação.

Veja vídeo abaixo:

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta