Delação da JBS pode livrar Lula e Dilma de condenação

Por Francine Galbier

A delação da JBS que entrega provas contra Aécio Neves e o presidente Michel Temer poderá absolver Lula e Dilma. Até o momento os delatores não entregaram provas que ligam diretamente os petistas ao dinheiro pago através de contas na Suíça, cerca de US$ 150 milhões.

Joesley Batista alega que o crédito foi debitado virtualmente dessas contas com doação para as campanhas petistas, via caixa 1 e 2. Todavia, não existe prova de vínculo direto dessa movimentação com os dois ex-presidentes, o que torna a acusação juridicamente fraca.

Diferente do caso da Odebrecht que foi possível o rastreio de depósitos na conta de João Santana, além de planilhas. A dúvida que fica é se essa acusação frágil foi ou não proposital.

Anúncios

2 comentários sobre “Delação da JBS pode livrar Lula e Dilma de condenação

  1. AS MESMA​S “ESTÓRIA” SOBRE O LULA
    As ações midiáticas contra o Lula sempre com pouca inteligência e muito ódio, viraram a vida do Lula e seus familiares ao avesso, fizeram uma devassa ilegalmente e com muito sensacionalismo, quebraram o sigilos bancários da família e nada de ilícitos foram encontrados. A elite e os bandidos parlamentares da base aliada, fazem pilantragem para criar um crime para o Lula, como não existe crime, atacam o Lula na mídia em qualquer circunstância. Mas cadê as provas?
    A Lava Jato, a Rede Globo, o Jornal Estado de São Paulo e Folha de São Paulo, produziram mais uma farsa contra o Lula. Apresentaram uns documentos sobre supostas reuniões entre o Lula e os diretores corruptos da Petrobrás. Os tais documentos são cópias das agendas dos ex-diretores corruptos. Todos esses jornais, se anteciparam na divulgação que Lula teve 23 reuniões com esses ladrões. Porém, o bando afirmam que nunca tiveram reuniões individuais com Lula. Outros canalhas, donos da empresa JBS, diz que destinou US$ 150 milhões ao Lula, mas o empresário bandido Joesley Batista, afirma que em relação ao Lula, não fluíram qualquer contato físico para o tal depósito, mas com supostos contatos com terceiros, que ele não tem como comprovar. O Lula já provou sua inocência, cabe a classe dominante provar a sua culpa. Pergunta-lhe: cadê as provas?

Deixe uma resposta