Lindbergh tentou incluir emenda “volta Dilma” na PEC das Diretas e perdeu

Eis o jabuti que Lindbergh tentou, sem êxito, incluir na PEC das Diretas proposta por Reguffe no fim do ano passado:

Em sua justificativa, o petista escancarou sua intenção com a proposta de mudança:

“Entendemos oportuno alterar a cláusula de vigência da PEC nº 67, de 2016, com o objetivo de esclarecer que as novas regras propostas se aplicam às hipóteses de vacância que estejam em curso na data de sua publicação. Essa regra de transição é necessária para fazer frente à grave situação político-institucional pela qual passa o país neste momento histórico. O Presidente atual, não possui legitimidade para governar (sic). Sua saída representa um imperativo democrático fundamental para a estabilidade do Brasil. Entendemos que o chamamento ao real detentor do poder que é o povo, nos termos do parágrafo único do art. 1º da Constituição, é imprescindível num contexto de absoluta crise de representação como a que vivemos atualmente no Brasil.”

Lindbergh perdeu.

A informação é do site O Antagonista.

Anúncios

Deixe uma resposta