Janot quer que super benefícios dados a Joesley “incentivem” outros delatores. É para livrar todo mundo da cadeia…

De acordo com  Veja, a PGR sustenta o discurso de que os benefícios concedidos a Joesley Batista podem servir ao menos para encorajar outras figuras que andam loucas para contar o que sabem, mas temem o período de clausura. É um contra-argumento às críticas de quem não engoliu a cena de Joesley deixando o país sem passar um dia sequer no xadrez.

O problema é que essa visão, um tanto limitada, não é suficiente para justificar tantos benefícios concedidos a alguém que é criminoso confesso. Para provar tudo o que sabe e entregar as provas, Joesley precisou antes disso assumir sua parcela de culpa e cumplicidade nos crimes ali praticados.

Se a PGR considera que a punição por ser corrupto é tirar férias em Nova Iorque, neste caso não vão demorar até que liberem todos os presos da Lava-Jato sob o mesmo critério.

Anúncios

Um comentário sobre “Janot quer que super benefícios dados a Joesley “incentivem” outros delatores. É para livrar todo mundo da cadeia…

  1. Que novidade, acho que a mais de um ano já falava isso. E tem os que se contentam com punição de 2 anos na cadeia e o restante em suas confortáveis casas (mansões) com dinheiro roubado

Deixe uma resposta