Defesa de Aécio diz que prisão do tucano seria “aberração”

A defesa do senador afastado Aécio Neves criticou o pedido de prisão feito pela Procuradoria-Geral da República e alegou que a decretação de prisão do senador seria “uma verdadeira aberração”. A informação é de Valter Campanato, da Agência Brasil.

O primeiro pedido de prisão contra Aécio foi negado pelo ministro Edson Fachin, do STF, na mesma decisão que determinou seu afastamento da atividade de senador, mas a PGR recorreu.

Os advogados Alberto Zacharias Toron, José Eduardo Alckmin e Luiza Vasconcelos Oliver argumentam que não houve flagrante de nenhum dos crimes investigados pelo Supremo e portanto não pode ocorrer prisão preventiva.

Além de responder agora à PGR, a defesa de Aécio também tem um pedido no Supremo para que seja anulada a decisão que o afastou da atividade de senador.

Anúncios

Deixe uma resposta