Um dos líderes do governo chavista morre em razão de falta de medicamentos

Alberto Carias, conhecido como “El Chino”,  era especialista em conflitos armados, um dos mais ferrenhos defensores do legado do ex-presidente Hugo Chávez e assessor político da Assembleia Nacional para Ciência e Tecnologia.

O chavista, de 60 anos, faleceu na noite de domingo, 28, após uma operação na vesícula. Segundo informações da Veja, ele foi mais uma vítima da crise hospitalar – precisava de remédios que não conseguiu encontrar no país.Chino criticava duramente o governo do presidente Nicolás Maduro e o culpava pelo fracasso das políticas de Hugo Chávez.

A informação é do site Papo TV.

Anúncios

Deixe uma resposta