Para Janot, as manipulações no áudio de Joesley são irrelevantes

por Francine Galbier

Rodrigo Janot age como se fosse o dono da lei. Após fechar acordo com a JBS sem que a Polícia Federal tivesse avaliado as gravações, agora está despreocupado caso o conteúdo gravado tenha sido manipulado.

Ele e os procuradores da Lava Jato parecem não se importar nem um pouco com a possibilidade da gravação entre Joesley Batista e Michel Temer ter sido editada.

A não ser que algum trecho determinante tenha sofrido alterações, a PGR irá trabalhar para que a delação tenha validade. O prazo estipulado pela Polícia Federal para entrega dos laudos periciais da gravação de Joesley é de 30 dias.

Anúncios

Deixe uma resposta