No país em que a política está uma zona, Oscar Maroni, dono do Bahamas, quer concorrer à presidência

O dono do Bahamas Club, Oscar Maroni, que se autointitula “Magnata do sexo se mostrou interessado em concorrer à presidência da República.

“O Brasil está uma zona, e de putaria eu entendo”, disse ele para a coluna Rede Social, da Folha de S. Paulo. Ele ainda diz que gostaria de ser uma espécie de Tiririca versão “cafetão do bem”.

Oscar disse que se não chegar ao Planalto pretende criar a igreja Maroniana, uma nova doutrina baseada no hedonismo.

Anúncios

Um comentário sobre “No país em que a política está uma zona, Oscar Maroni, dono do Bahamas, quer concorrer à presidência

Deixe uma resposta