Mallu Magalhães é atacada por extrema-esquerda por suposto racismo em clipe

A cantora Mallu Magalhães vem sofrendo uma enxurrada de ataques dos MAVs de extrema-esquerda desde a semana passada, quando lançou o vídeo-clipe de sua mais nova música: “Você Não Presta”. Para eles, a presença de homens e mulheres negros no vídeo, acompanhando a cantora com danças e movimentos, revela um racismo velado ou implícito que há na sociedade brasileira.

Pressionada nas redes sociais, a cantora optou por pedir desculpas, ainda que tenha se defendido da acusação de racismo. Na nota, ela diz que não queria ofender ninguém e que o clipe não tinha um intuito racista.

É um tentativa de acalmar os ânimos de negros, ou não, que foram capturados pela ideia de negritude da extrema-esquerda, onde o segregacionismo é exaltado e o discurso de ódio contra brancos faz com que um clipe normal, como o de Mallu, seja tratado de um ponto de vista tortuoso.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Mallu Magalhães é atacada por extrema-esquerda por suposto racismo em clipe

  1. Impressionante como a pauta da esquerda é engessada e limitada. Falam em defender negros sem defendê-los, o mesmo com mulhe responder e religiões. Dizem defender a democracia promovendo a ditadura. Promovem as drogas e apedofilia e desagregação familiar, nada demais; são trabalhadores que não trabalham e estudantes que não estudam.

Deixe uma resposta