Governador petista é preso e aumenta o núcleo carcerário do PT

Polícia Federal prendeu na manhã desta terça-feira (23) o ex-governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz, do PT. Também foram presos o ex-chefe de gabinete de Agnelo Queiroz, Francisco Cláudio Monteiro, o ex-presidente da Novacap Nilson Martorelli, o presidente do grupo Via Engenharia Fernando Márcio Queiroz e o suposto operador de Agnelo, Jorge Luiz Salomão.

Além do grupo petista, o também ex-governador José Roberto Arruda e Tadeu Filippelli, atual assessor do presidente Michel Temer, também foram detidos. Todos esses são alvos de uma operação que investiga um esquema de corrupção na reforma do estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília.

De acordo com as investigações, Agnelo teve o papel de “retirar os obstáculos” que ainda houvessem para a construção do estádio e articular com a Terracap para que a estatal do DF fosse a executora da obra, “a qualquer custo”. Segundo os colaboradores, o ex-governador recebeu para esta função “propina milionária” por meio do operador Jorge Luiz Salomão, sobretudo para custear eventos.

Agnelo engorda a lista de petistas presos e fortalece o núcleo carcerário do partido, pondo em risco a supremacia do PCC nas cadeias brasileiras.

Anúncios

Um comentário sobre “Governador petista é preso e aumenta o núcleo carcerário do PT

  1. Se tivéssemos um STF saudável, a situação estaria bem diferente, teríamos mais gente presa por ex. SARNEY, A FILHA ROSEANALADRA, O RENAN, O JUCA, O MERCADANTE, O AECIO É MUITOS OUTROS COMO OS QUE FORAM SOLTOS OU SEJA EIKE BATISTA E ZÉ DIRCEU E OUTROS.

Deixe uma resposta