Ao que tudo indica, Maia não aceitará pedido de impeachment de Temer

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, indicou nesta segunda-feira que irá dar andamento a nenhum dos pedidos de impeachment do presidente Michel Temer feitos pelos partidos de oposição e disse que a “Câmara não será instrumento para desestabilização do governo”.

De acordo com ele, a Câmara deve ter “todas as energias focadas na agenda econômica, que garante emprego e desenvolvimento econômico para os brasileiros”.  “É um momento delicado, sem dúvida, mas cabe a cada um dos presidentes de Poder cumprir o seu papel constitucional (…). O que cabe à Câmara é reafirmar um compromisso com uma agenda que não é do governo, não é do Congresso, é do Brasil, que é a agenda da superação econômica”, afirmou.

Anúncios

Deixe uma resposta