Nem Marta Suplicy escapou. Recebeu R$ 1 milhão da JBS, metade em caixa 2

De acordo com documentos apresentados por Joesley Batista em sua delação, Marta Suplicy teria lhe pedido R$ 1 milhão para sua campanha ao Senado, em 2010, após ser apresentada a ele por Antônio Palocci.

Após conversa, Joesley fez o repasse, mas acabou-se descobrindo que metade do valor foi pago em dinheiro vivo e sem nenhum registro no TSE, configurando portanto o crime de caixa 2.

Veja o vídeo:

Anúncios

Deixe uma resposta