JBS, Lula e Dilma usavam BNDES para enriquecimento mútuo e troca de favores políticos

A JBS virou um gigante nacional com dinheiro do BNDES, cujas portas foram abertas por Guido Mantega. No mais contundente depoimento à PGR (o Anexo 1), Joesley Batista revela todos os detalhes do esquema que beneficiou diretamente Lula e Dilma.

Joesley contou que, no início, pagava apenas R$ 50 mil a Victor Sandri, íntimo de Mantega, para obter vantagens no BNDES. Foi assim que o empresário conseguiu ser recebido pelo então ministro do Planejamento e aprovar o primeiro plano de expansão da JBS, em 2005.

O financiamento era módico: apenas US$ 80 milhões. “Vic solicitou para si e para Guido Mantega, o pagamento de 4% do valor do financiamento. A operação foi aprovada com grande rapidez.”

No anos seguintes, já na Fazenda, Mantega autorizou mais duas operações: Em 2007, a aquisição pelo BNDES de 12,94% do capital social da JBS por US$ 580 milhões; e, em 2008, outra aquisição de 12,99% por US$ 500 milhões.

Apesar do sucesso da intermediação de Vic, Joesley preferiu tratar diretamente com Guido Mantega a partir de 2009.

Em contrapartida a uma nova operação de compra pelo BNDES de debêntures do JBS no valor de US$ 2 bilhões, Joesley escriturou propina de US$ 50 milhões e depositou o dinheiro numa conta em nome de uma offshore.

Em 2010, Guido Mantega pediu ao empresário que abrisse uma nova conta, desta vez para Dilma. Foi então que Joesley “perguntou se a conta existente não seria suficiente para os depósitos dos valores a serem provisionados, ao que Guido respondeu que esta era de Lula”.

Joesley “indagou se Lula e Dilma sabiam do esquema, e Guido confirmou que sim”.

A informação é do site O Antagonista.

Anúncios

2 comentários sobre “JBS, Lula e Dilma usavam BNDES para enriquecimento mútuo e troca de favores políticos

  1. “DÊ-ME O CONTROLE DO DINHEIRO DE UMA NAÇÃO E POUCO ME IMPORTA QUEM FAÇA SUAS LEIS.”
    Mayer Amschel Bauer (ROTHSCHILD)
    A astúcia e a frieza dos donos da JBS são de fazer inveja ao patriarca dos Rothschild!!!
    Esse PT 13 de Lula e seus asseclas são filhos do Demônio!
    SWAP: a JBS lucrou 12,7 bi às suas custas com ele.
    “Você provavelmente nunca ouviu ou se importou com estas pequenas quatro letras, mas para o mercado financeiro elas possuem uma relevância imensa. Swap é um meio pelo qual um empresário pode proteger-se contra uma eventual queda do preço do dólar e garantir um preço certo para suas exportações.
    Por envolver o Banco Central como agente negociador, a possibilidade de ganhos em operações neste estilo são imensas, afinal, trata-se claramente de apostar contra o governo.
    Quando o ex-ministro da fazenda Guido Mantega decretou que quebraria a cara quem apostasse que o dólar subiria aos R$ 4,00, não foram poucos os empresários que decidiram apostar nisso. Dentre eles, a JBS, a maior ganhadora nessa história toda.
    Apenas em operações cambiais, a empresa ganhou R$ 12,7 bilhões, enquanto o governo perdeu R$ 120 bilhões (somando todas as demais operações).”

    “São Paulo – A Polícia Federal cumpriu ontem 37 mandados de condução coercitiva e 20 de mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Bullish. A investigação mira fraudes e irregularidades em aportes concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio da subsidiária BNDESPar, a uma grande empresa do ramo de proteína animal, JBS, dos empresários Joesley e Wesley Batista. Realizados a partir de junho de 2007, os aportes tinham como objetivo a aquisição de empresas também do ramo de frigoríficos no valor total de R$ 8,1 bilhões. Os empréstimos permitiram que as empresas da família Batista se tornassem a maior produtora e comercializado de proteína animal do mundo.”
    http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2017/05/13/internas_economia,868639/pf-investiga-creditos-bilionarios-para-a-jbs.shtml

Deixe uma resposta