Google será fundamental para apurar se Dilma usou mesmo e-mail alternativo

Informações guardadas pela Google poderão ajudar investigadores averiguar o que foi descrito por Mônica Moura, e saber se a ex-presidente Dilma Rousseff utilizou de fato uma conta de e-mail falsa para avisar sobre avanços da Lava Jato. Com informações do Valor.

Para isso, a Justiça terá de pedir a quebra do sigilo do endereço eletrônico. A empresa possui dados de IP que acessaram as contas, dia e horário, o que pode ajudar na identificação dos usuários.

Há também a possibilidade de descobrir a verdade por meio de perícia em computadores do Palácio do Alvorada e de Dilma, além de aparelhos como tablets e celulares, o que poderia ser feito por meio de um pedido de busca e apreensão. Mesmo que apagados, dados podem ser, ao menos parcialmente, recuperados nas máquinas.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta