Dilma é “uma vigarista cínica, cruel e chinfrim”, diz jornalista

O jornalista José Nêumanne, em sua coluna no jornal O Estado de S. Paulo, apresentou uma lista com sete fatos que destroem a imagem de “mulher honesta” que Dilma tentou passar aos eleitores.

No texto o jornalista destacou alguns fatos referentes a atuação de Dilma nos grupos terroristas armados durante a ditadura militar, falsificação de informações, estelionato eleitoral, o fatiamento da constituição que permitiu que ela ficasse com os direitos políticos depois do afastamento e o uso de informações clandestinas em benefício proprio.

Ao final, o jornalista questiona: “É injusto definir Iolanda/Janete como vigarista, cínica, cruel e chinfrim?”

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta