Moro libera gravação de depoimento por outro ângulo

Apesar de ter negado à defesa do ex-presidente Lula gravação do interrogatório do petista com equipe própria, o juiz Sérgio Moro liberou na manhã desta quinta-feira (11) uma segunda gravação, em ângulo ampliado. A nova versão capta também Moro e os procuradores do Ministério Público Federal (MPF) que participaram da audiência, mas que não apareciam na divulgada inicialmente.

Os advogados de Lula haviam pedido para fazer uma gravação secundária do interrogatório sob a alegação de que o ângulo fechado no acusado impede o registro fidedigno de todo o ato processual e expõe, de maneira negativa, o réu. O magistrado negou o pedido, mas garantiu, na ocasião, que seria feita uma gravação adicional com um ângulo mais amplo da sala de audiência.

A negativa de Moro teve como justificativa o argumento de que o ex-presidente pretendia transformar o interrogatório em um ato político-partidário. “Há um risco de que o acusado e sua defesa pretendam igualmente gravar a audiência, áudio e vídeo, não com a finalidade privada ou com propósitos compatíveis com os admitidos pelo processo, por exemplo permitir o fidedigno do ocorrido para finalidades processuais, mas sim com propósitos políticos-partidários”, citou em sua decisão.

Lula realizou, na tarde dessa quarta-feira (10), seu primeiro depoimento na condição de réu na ação penal em que é apontado como beneficiário de vantagens indevidas pagas pela empreiteira OAS em negociações envolvendo o tríplex, localizado em um prédio de classe média alta no Guarujá (SP).

A matéria é do Congresso em Foco.

Anúncios

Um comentário sobre “Moro libera gravação de depoimento por outro ângulo

  1. adorei, Juiz Sergio Moro faca perguntas e nao deixe q Lula retruque, responda ou nao reponda, nao deixe desviar o assunto, ou compare nada, lula esta sendo julgado por tudo q fez de errado e tem q pagar ,

Deixe uma resposta