Petrobrás se diz “vítima” após ter mais ex-executivos presos pela Lava Jato

A Petrobrás divulgou um comunicado se dizendo “vítima” de um processo de corrupção montado por um pequeno grupo, após ter mais ex-executivos presos na Lava Jato. Com informações da Jovem Pan.

Na operação asfixia, nessa quinta-feira, pelo menos três ex-gerentes da extinta área de Gás foram detidos, acusados de movimentar mais de R$ 100 milhões em propina.

Ao que tudo indica, o esquema de corrupção e propina dentro da estatal funcionou até meados do ano passado, já com 2 anos de andamento da Lava Jato. Um dos ex-gerentes teria admitido que recebeu mais de R$ 15 milhões em propina, e o outro, da área de Gás, que teria trazido do exterior ao Brasil cerca de R$ 45 milhões a R$ 50 milhões.

 

Anúncios

Deixe uma resposta