Efeito dominó: Cunha pode ser liberado da cadeia muito em breve

Depois da soltura de José Dirceu, a defesa de Eduardo Cunha aposta em dois caminhos para pôr fim a sua prisão preventiva. O primeiro é um pedido de habeas corpus que está no Supremo Tribunal Federal. Aposta-se que ele entrará na pauta do órgão já na próxima semana.

Outra possibilidade é uma apelação que está no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. Ali, não há previsão para o julgamento.

A informação é da coluna Radar On-line, da Veja.

Anúncios

Deixe uma resposta