Ditadura de Maduro, que fraudou eleições em seu país e matou inocentes, ataca Temer na ONU

A Venezuela usou uma sabatina de direitos humanos do Brasil na ONU para atacar o governo Temer. Com informações do Estadão.

“Estamos profundamente preocupados com corrupção generalizada no governo” disse a ditadura de Maduro, que também pediu o “restabelecimento da democracia” no Brasil, que supostamente foi afetada pelo “golpe” contra a presidente Dilma.

Curioso isso vindo de um regime ditatorial. Já passou da hora de Temer cortar relações com a Venezuela.

Anúncios

Um comentário sobre “Ditadura de Maduro, que fraudou eleições em seu país e matou inocentes, ataca Temer na ONU

  1. É porisso então que o Exército Americano vai fazer piquenique no estado de Roraima…pelo fato do Brasil ser aliado do Tio Sam ,esse aproveita a ocasião para estudar uma possível invasão na Venezuela…afinal o povo de lá clama por uma mudança e tem muito petróleo por lá…e Lula está chegando para 2018. Qualquer atentado contra Lula p Tio Sam terá que arcar com as consequências, que não serão poucas…

Deixe uma resposta