Terrorista detido fez campanha para candidato do PSOL

Após a detenção de líder de movimento ultradical anti-Israel Hassan Zarif, as redes sociais começaram a divulgar imagens e fotos em que o proprietário do restaurante palestino Al Janiah, principal suspeito de ter atirado uma bomba em meio a manifestantes contra a lei da imigração, aparece apoiando um candidato a deputado federal do PSOL, partido de extrema-esquerda.

Na foto, compartilhada pelo perfil de Diogo Portugal Pudles, aparecem Zarif (a esquerda) e o candidato do PSOL Givanildo Manoel (centro), segurando uma faixa em que se lê nome e número do candidato, postada no dia da votação em primeiro turno das eleições de 2014.

print

A vereadora paulistana do PSOL Sâmia Bonfim, conhecida por seus posicionamentos extremistas, esteve na manhã de hoje (03) em frente a delegacia prestando solidariedade aos palestinos detidos.

Em suas páginas no Facebook, Giva também se pronunciou acerca da prisão do amigo. Candidato derrotado nas eleições de 2014, Givanildo compartilhou um texto quase que ininteligível, tendo em vista a substituição de vogais pela letra x inúmeras vezes:

giva solid

A revelação deixa clara as relações partidárias do terrorista e demonstra as bandeiras defendidas pelo extremismo anti-brasileiro do PSOL.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Terrorista detido fez campanha para candidato do PSOL

Deixe uma resposta