Requião deixa escapar que real intenção do projeto de “abuso de autoridade” é melar a Lava Jato

Requião anda sob muita pressão ultimamente. Além das duras críticas em virtude da Lei Salva-Lula, também conhecida como Lei contra “Abuso de Autoridade”, o senador está prestes a ser delatado na Operação Carne Fraca. Isso explica muita coisa, inclusive explica o que o levou a ser tão descuidado em suas entrevistas recentes.

Mais do que apenas mandar opositores à “pqp”, o senador acabou deixando escapar na mesma entrevista que o projeto, no fim das contas, visa realmente melar a Lava Jato. Veja o que ele disse:

“Não vou aprovar emenda nenhuma do PSDB. Vão a p.q.p.! Que votem contra, e no dia seguinte o Moro prende todos eles se o projeto não for aprovado. Não é possível que o juiz faça a interpretação fora da lei. Eu fiz a minha parte. Estou de saco cheio! Queria que esse povo do PSDB todo estivesse em prisão provisória, aí queria ver se estariam criticando o relatório.”

Ora! Se Requião está incomodado com as prisões preventivas e com as investigações, e se ele vê necessidade em mudar isso, está claro que ele é contra a maneira segundo a qual os investigadores e juízes da Operação trabalham. Se ele quer modificar a forma como trabalham, quer modificar a Operação em si, de modo que ela se torne “agradável” aos petistas e seus aliados.

Isso é o que se pode chamar de meter os pés pelas mãos.

Anúncios

2 comentários sobre “Requião deixa escapar que real intenção do projeto de “abuso de autoridade” é melar a Lava Jato

Deixe uma resposta