Sob pretexto de “greve geral”, sindicatos organizam o ‘CarnaLula’ nessa sexta-feira

Pelegos sindicalistas estão organizando para essa sexta-feira (28) uma grande micareta para emendar o feriado do dia 1º de maio. O evento vem recebendo a alcunha de “CarnaLula” nas redes sociais.

Oficialmente o “ato” se trataria de uma “greve geral”, mas o intuito por detrás da ação —  promovida pela CUT em conjunto com as demais centrais sindicais — é defender o ex-presidente. Outras pautas seriam a crítica a operação Lava Jato e em repúdio ao juiz Sérgio Moro.

O manifesto dos realizadores repete informações notadamente falsas, como a de que a necessária reforma da previdência vai acabar com a aposentadoria. Sindicatos aproveitam o gancho para criticar a redentora reforma trabalhista, que visa diminuir o desemprego e acabar com privilégios sindicais. O principal deles é o imposto sindical obrigatório.

Portanto, além da defesa do ex-presidente, organiza-se uma resistência ao fim do imposto sindical, que acabará com atos fajutos como o “CarnaLula” e outros financiados com dinheiro público. A história que contam, porém, tenta enganar o povo simples. Não vai colar.

Anúncios

4 comentários sobre “Sob pretexto de “greve geral”, sindicatos organizam o ‘CarnaLula’ nessa sexta-feira

  1. se tem os vagabundos e desocupados da cut e a cachorrada petista, tem mutreta, tendo em vista, que estas são duas agremiação de ladrões e safados e não me representam

  2. Não sou bobão não, já cai de maduro, vão doar sangue que é o melhor a fazer, pois vai justificar o dia da falta ao “trabalho né”.

Deixe uma resposta